Sejam bem-vindos a esta nossa janela virtual com vista para a Sala do Arco-íris do Jardim de Cruzeiro.

Espreitem e verão aquilo que consideramos como o nosso Portfolio de Grupo, onde descrevemos e revelamos aquilo de mais significativo que fomos fazendo ao longo do tempo.

Sempre com muito prazer e empenho, pois somos 20 crianças de 5 e 6 anos, cheias de energia e vontade de descobrir coisas novas, na companhia da nossa educadora Juca, das duas estagiárias finalistas Patrícia e Filipa, da nossa animadora Amélia, da professora do ensino especial Céu e também da tarefeira Florinda. Mais tarde chegaram à nossa sala três estagiárias do 3º ano, a Cláudia, a Vânia e a Andreia.

Esperamos que gostem da nossa "companhia" e queiram conhecer a viagem que fizemos ao longo do ano lectivo 2008-2009.
Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 13 de dezembro de 2008

"Anjos e diabretes" - uma história sobre a diferença e a tolerância

Fomos ao Centro Social Paroquial de Vila Nova de Anha, juntamente com os nossos colegas da EB1, para assistirmos à apresentação de um espectáculo multimédia e de marionetas do Pandora Teatro. Podem ver uma "amostra" daquilo a que tivemos a oportunidade de assistir entrando no link que se segue e vendo um pequeno vídeo de apresentação:

http://www.dailymotion.com/video/x32jsy_anjos-e-diabretes_shortfilms

Ainda tivemos oportunidade de ver de perto, mexer e "cumprimentar" duas das marionetas, a "anjinha" e a "diabinha", movimentadas pelas mãos das educadoras... serviu para espantar um pouco o "medo" da novidade e daquela sala de espectáculos um pouco escura demais para alguns gostos...
Gostamos muito do que vimos e da história em si, que falava de duas meninas (uma filha dos anjos e outra filha dos diabretes) que queriam ser amigas, mas não podiam, pois as suas famílias eram inimigas... e mais não contamos.

À chegada à sala, quando fizemos a avaliação da actividade, em vez de falarmos sobre o que gostamos/não gostamos, conversámos antes sobre o que aprendemos com este Teatro de Marionetas. Aqui fica uma parte da nossa conversa, que prova que também os mais pequenos como nós são competentes para assistir, compreender e interpretar mensagens e ainda comentar aquilo que vêem com muita atenção.
Vejam só como o tema se expandiu para a realidade da nossa sala:

- Eu aprendi que devemos ser amigos uns dos outros (Alexandre Q.)
- E que as pessoas diferentes podem ser amigas (Rafael)
- Eu aprendi que as marionetas são feitas de esponja (Francisco)
- E que não se deve andar à luta, como eles andavam (Patrícia)
- Porque é muito perigoso lutar com espadas... pode espetar o coração e morre-se (Hermínio)
- Ou o pescoço... (Gonçalo)
- E nos olhos, depois fica-se cego! - francisco
- E no nariz... (Mara)
- Então é bom ou mau ser diferente? (educadora)
- É bom, se fôssemos todos iguais era uma chatice... (Mariana)
- Não gostavam de ser todos iguais, com olhos iguais, cabelos iguais, caras iguais e até roupas iguais? (educadora)
- Ui, que seca! (Rafael)
- Não tinha piada nenhuma! (Alexandre Q.)
- Não podíamos ter todos os olhos iguais aos da P... (Hermínio)
- A P. têm um problema de saúde nos olhinhos, por isso são assim, tu tens muita sorte em não ter nenhum problema de saúde! (educadora)
- Pois é, nós temos sorte não ter problemas de saúde, como tem o nosso P... (Rafael)
- Ou a M., que não pode comer de tudo! (H.)
- Pois é, mas sabes, se tu não tiveres cuidado com a tua alimentação podes ficar com o mesmo problema de saúde que eu tenho! (M.)
- Tens toda a razão, M, as pessoas têm que ter muitos cuidados com a sua saúde e a alimentação saudável é um desses cuidados (educadora)
- E sabes professora, eu como tenho cuidado com a alimentação até posso ficar melhor, ou boa e já comer de tudo, mas o H. se não tiver cuidado e comer muitos doces e gorduras pode ficar como eu, ou pior! (M.)
- Claro que sim, vês H., a M. tem toda a razão, qualquer pessoa saudável pode ficar doente de um momento para o outro, por isso é que de vez em quando se fazem exames para ver como está a nossa saúde (educadora)
- Eu vou muitas vezes fazer análises ao sangue, para ver como estão os níveis de colesterol e de açucar... (M.)
- Mas não és só tu, as pessoas crescidas também devem fazer isso, olha eu vou fazer análises na próxima semana... (educadora)
- O meu pai às vezes também faz, e leva pica no braço (Margarida)
- O teatro foi muita fixe! (Alexandre D.)

Depois dedicamo-nois, como é já incontornável quando conhecemos novas histórias, a fazer o registo, ou não haja logo meia dúzia de vozes a repetir: "Professora, podemos ir já fazer o registo???"

Mas, por falta de tempo, ainda não estão terminados... depois os apresentaremos.

Sem comentários:

Uma janela para a matemática:

Uma janela para a matemática:

O Jogo da travessia do rio

O Jogo dos padrões 1

O Jogo dos padrões 1
(mais simples)

O Jogo dos padrões 2

O Jogo dos padrões 2
(mais difícil)

O Jogo do galo

O objectivo é colocar 3 em linha, seja na vertical, na horizontal ou na diagonal. E o mais engraçado é que "jogamos contra uma menina que está lá dentro do computador"!

Uma janela para a linguagem e literacia:

Uma janela para a linguagem e literacia:

Vejam aqui os livros virtuais!

Mais histórias no Pré Histórias!

Uma janela para pais:

Uma janela para pais:

Uma janela para os mais crescidos:

Uma janela para os mais crescidos:

Assinem, ao fundo, o nosso Livro de Visitas!

Assinem, ao fundo, o nosso Livro de Visitas!

Blogue anti-cópia!