Sejam bem-vindos a esta nossa janela virtual com vista para a Sala do Arco-íris do Jardim de Cruzeiro.

Espreitem e verão aquilo que consideramos como o nosso Portfolio de Grupo, onde descrevemos e revelamos aquilo de mais significativo que fomos fazendo ao longo do tempo.

Sempre com muito prazer e empenho, pois somos 20 crianças de 5 e 6 anos, cheias de energia e vontade de descobrir coisas novas, na companhia da nossa educadora Juca, das duas estagiárias finalistas Patrícia e Filipa, da nossa animadora Amélia, da professora do ensino especial Céu e também da tarefeira Florinda. Mais tarde chegaram à nossa sala três estagiárias do 3º ano, a Cláudia, a Vânia e a Andreia.

Esperamos que gostem da nossa "companhia" e queiram conhecer a viagem que fizemos ao longo do ano lectivo 2008-2009.
Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Uma história para reflectir nestes dias de folia

Chegou por e-mail, proveniente de uma ex-estagiária desta sala, onde esteve há cinco anos atrás.
Apesar de estar divulgada na internet ainda não a conhecia e, como tal, pareceu-me adequado postá-la aqui, pois faz-nos reflectir um pouco sobre as "diferenças", principalmente os "defeitos" que todos temos e ajuda a procurar sempre o lado positivo das situações.

Aqui fica, portanto, com um obrigada especial à Olívia por a ter partilhado:


O VASO DA VELHINHA CHINESA

Uma chinesa velhinha tinha dois grandes vasos, cada um suspenso na extremidade de uma vara que ela carregava nas costas.

Um dos vasos estava rachado e o outro era perfeito.

Todos os dias ela ía ao rio buscar água e, ao fim da longa caminhada do rio até casa, o vaso perfeito chegava sempre cheio de água, enquanto o rachado chegava meio vazio.

Durante muito tempo a coisa foi andando assim, com a senhora chegando a casa somente com um vaso e meio de água.

Naturalmente o vaso perfeito tinha muito orgulho do seu próprio resultado, mas o pobre vaso rachado tinha vergonha de ser assim, de conseguir fazer só metade daquilo que deveria fazer.

Ao fim de dois anos, reflectindo sobre a sua própria amarga situação de ser diferente, durante o caminho para o rio, o vaso rachado disse à velhinha :

- Tenho vergonha de mim mesmo, porque esta rachadura que tenho faz-me perder metade da água durante o caminho até à sua casa ...'

A velhinha sorriu :

- Reparaste que lindas flores há no teu lado do caminho, somente no teu lado do caminho ?

Eu sempre soube do teu defeito e portanto plantei sementes de flores na beira da estrada do teu lado. E, todos os dias, enquanto voltávamos do rio, tu regava-las.Foi assim que durante dois anos pude apanhar belas flores para enfeitar a mesa e alegrar o meu jantar. Mas se tu não fosses assim como és, eu não teria tido aquelas maravilhas na minha casa !


Uma bela lição, para miúdos e graúdos...


5 comentários:

Luz disse...

Esta é a verdadeira sabedoria!
Luz

paula disse...

Já conhecia este texto... é mesmo uma bela lição para qualquer um.

Tens um "Selo" no meu blog.
Bom Carnaval,
Bjss,
Paula

Professora Georgina Pinto disse...

Miminhooo...

Xinha disse...

Olá Juca!
Já conhecia mas é sempre bom voltar a ler e é digno de ficar registado no teu blog.
Gosto muito!
Beijinhos, Xinha

Dina disse...

Olá, Olá

Uma bela lição e uma GRANDE ATITUDE, o selo como prémio está no meu blogue.

Beijinhos

Uma janela para a matemática:

Uma janela para a matemática:

O Jogo da travessia do rio

O Jogo dos padrões 1

O Jogo dos padrões 1
(mais simples)

O Jogo dos padrões 2

O Jogo dos padrões 2
(mais difícil)

O Jogo do galo

O objectivo é colocar 3 em linha, seja na vertical, na horizontal ou na diagonal. E o mais engraçado é que "jogamos contra uma menina que está lá dentro do computador"!

Uma janela para a linguagem e literacia:

Uma janela para a linguagem e literacia:

Vejam aqui os livros virtuais!

Mais histórias no Pré Histórias!

Uma janela para pais:

Uma janela para pais:

Uma janela para os mais crescidos:

Uma janela para os mais crescidos:

Assinem, ao fundo, o nosso Livro de Visitas!

Assinem, ao fundo, o nosso Livro de Visitas!

Blogue anti-cópia!